Rede AgroServices ajuda produtores a profissionalizar a gestão agrícola e planejar sucessão

A família Garmatter resgatou pontos na Rede AgroServices para contratar os serviços Planejamento Sucessório e Governança Rural da consultoria Safras & Cifras

O produtor Guilherme Garmatter sentiu a necessidade de organizar melhor a rotina na fazenda. A produção de soja, milho, trigo e cevada em uma área total de 2.400 hectares, comandada por ele junto com os pais e a irmã, vinha crescendo em um ritmo constante ao longo dos anos, mas a administração continuava familiar. Por isso, Guilherme queria promover um salto na gestão da fazenda São José, localizada em Palmeiras (PR) e nas áreas arrendadas pela família em outras duas propriedades da região. “O campo está mudando muito e se profissionalizando cada vez mais. O nosso negócio sempre foi familiar, a ideia é trazer o profissionalismo para dentro de casa, tanto na parte de gestão quanto na organização tributária”, diz Garmatter.

Eles desejavam aprimorar o negócio agrícola, definindo papéis mais claros para o trabalho de cada membro da família. Dessa forma, começaram a pesquisar sobre consultorias em sucessão patrimonial e governança para ajudá-los a profissionalizar a gestão. “Surgiu essa demanda faz tempo e a gente estava buscando uma empresa que prestasse esse tipo de serviço, chegamos a fazer três orçamentos. Mas como é um investimento alto, a gente estava se preparando para organizar as finanças e desembolsar o valor daqui a um ano”, conta Guilherme Garmatter.

No entanto, felizmente o plano foi acelerado com a ajuda da Rede AgroServices. O produtor encontrou o serviço que desejava disponível para resgate por pontos, o que também gerou grande economia de recursos. “Já resgatamos muitos eletrônicos como televisão, celulares, presentes para os funcionários e mesmo assim sobravam muitos pontos. Eu não imaginava que o programa de pontos da Bayer teria esse tipo de prestação de serviço. Quando vi a consultoria Safras & Cifras na Rede AgroServices, a possibilidade de contratação caiu como uma luva”, conta Garmatter.

 

Resgate na Rede AgroServices

A família decidiu então investir os pontos acumulados na Rede AgroServices para resgatar o serviço de Planejamento Sucessório e o serviço de Governança Rural, ambos oferecidos pela consultoria Safras & Cifras. “Resgatar esses dois serviços por pontos foi fantástico. O nível de satisfação é altíssimo, principalmente porque a gente não tinha condições de fazer esse investimento agora”, diz o produtor. “Meu pai ainda é muito ativo, mas temos a visão de ter uma estratégia patrimonial de longo prazo para deixar tudo organizado pensando na tributação de herança”, conta Guilherme Garmatter.

A família já se reuniu com a equipe da consultoria Safras & Cifras para iniciar o projeto de Planejamento Sucessório, definindo um briefing para a coleta de informações e a agenda de trabalho. “A sucessão patrimonial é um trabalho ao longo de dois anos que envolve muitas questões de gestão tributária. É um tema bem amplo com muitos ramos. O objetivo é organizar o negócio de forma profissional para correr menos riscos tributários e poder fazer a sucessão familiar da melhor forma possível”, diz o agricultor. A consultoria solicitou documentação sobre as operações na fazenda e informações detalhadas de outros negócios da família para diagnosticar a situação patrimonial e delinear as estratégias para melhorias e sucessão.

 

Transparência e segurança

De acordo com Garmatter, a família atua em harmonia. Ele é o gerente geral do negócio, gerindo a área técnica da fazenda, enquanto que a irmã fica responsável pela área financeira e jurídica. Os pais são participativos e acompanham o negócio de perto. “Temos conflitos de forma saudável, as decisões são pautadas pelo que todos pensam e sempre entramos num consenso. Temos uma relação muito boa, mas queremos separar o lado pessoal da família do lado profissional”, diz ele.

Guilherme Garmatter e os familiares acreditam que esse investimento trará maior transparência e segurança para desenvolver as ações da empresa. “Eu vejo que um investimento em sucessão é até barato se comparado com o potencial do serviço. Em muitas famílias, quando o patriarca falece e não preparou a sucessão, a família tem que reter parte do patrimônio para conseguir pôr os impostos em dia. Mas quando você já vem trabalhando esse tema no longo prazo, é mais fácil de organizar tudo e evitar conflitos”, opina o produtor.

 

Estrutura organizada

O próximo passo no trabalho será iniciar a consultoria em Governança Rural. Garmatter conta que a família já criou uma holding para compor a empresa agrícola, mas desejam modernizar a estrutura organizacional. “Tentamos fazer isso, mas não é a nossa expertise. É muito melhor contratar uma empresa que tem experiência e vai nos trazer um monte de ideias interessantes”, diz o agricultor.

Eles também desejam organizar o patrimônio do negócio agrícola na holding familiar e melhorar todas as ações administrativas. “A gestão familiar envolve várias emoções e laços familiares que podem gerar conflitos na empresa. A nossa expectativa com o serviço de Governança Rural é definir as responsabilidades e a remuneração de cada familiar de forma certa para não atrapalhar o crescimento da empresa. Quando deixamos tudo bem claro, é mais difícil ter problemas de conflitos dentro da empresa e na família”, diz Garmatter.

Compartilhe!

COPYRIGHT © REDE AGRO S.A - Última atualização: 09/10/2019 (1.0.19412)